fbpx

Badfinger: do estrelato à tragédia

O Badfinger conta com uma das histórias mais promissoras e também trágicas do mundo da música.

Na manhã do dia 24 de abril de 1975, às 7h30, encontraram o corpo do guitarrista Pete Ham enforcado na garagem de sua casa. Assim, terminava a história de uma das bandas mais promissoras da história do rock.

Início

Anteriormente conhecidos como The Iveys, tendo recebido uma leve atenção devido ao single Maybe Tomorrow, foram contratados pela Apple no início da década de 1970. Logo, já recebiam o nome de “Os Novos Beatles”.

Paul McCartney ainda viria a entregar à banda a canção Come And Get It, presente no álbum Magic Christian Music. Além disso, o empurrão dado por McCartney também colocaria em evidência a genialidade de Pete Ham e Tom Evans.

Com Without You, o cantor Harry Nilsson acreditou que a canção seria de Lennon-McCartney. Após a confusão, a gravaria no seu disco Nilsson Schimilsson.

Reconhecimento

Deste modo, com todas as vistas voltadas ao Badfinger, em após No Magic Christian, era a hora de dar ao público o segundo álbum: No Dice. Com uma mulher de cabeço bufão, calcinha e sutiã, o grupo entregava a powerpop, No Matter What.

Straight Up, o sucessor trazendo Day After Day, que despertou a admiração de George Harrison, ainda vinha com Baby Blue, que se tornou o Top 20 do grupo.

Logo, a ladeira descia. O último álbum com a Apple, Ass, sofreu atrasos devido a problemas de gravação, acarretando na mudança de gravadora. Com falta de criatividade, pressões dentro e fora do grupo, Pete Ham se suicidava.

Constantemente, segundo Gibbins, baterista do Badfinger, ele era visto totalmente fora de si. “Ele fumava um cigarro atrás do outro. E ele ainda os apagava na mão ou no braço”. O corpo foi achado no estúdio de sua garagem. Com ele, um bilhete para sua namorada Anne e seu filho Blair, onde dizia:

Anne, te amo. Blair, eu te amo. Eu não me permitirei amar e confiar em alguém novamente. Assim é melhor. Pete.

Ps: Stan Polley é um filho da puta sem alma. Eu o levarei comigo.”

Ao mesmo tempo, no dia anterior, descobriram que Pete ficou sabendo que Stan Polley, o empresário da banda, havia fugido com todo o dinheiro do grupo.

Badfinger pós Ham

Após a morte de seu líder, a banda tentou se reerguer novamente com os membros originais Tom Evans e Joey Molland; no entanto, nunca alcançaram a fama que tinham antes com Pete.

Assim, na noite de 18 de novembro de 1983, Tom Evans seguia o caminho de Pete. Após uma discussão pelo telefone com Molland, sobre quem teria partes do royalties de Without You, se enforcava no jardim de sua casa em Richmond, Inglaterra. Do contrário de Ham, não deixou nenhum bilhete.

Ham acabou entrando no Clube dos 27 e é dono da história mais triste, em relação aos outros membros do clube. O Badfinger sendo apadrinhado pelos Beatles, com seis discos nas costas, teria, uma história meteórica e com final feliz. Ademais, com sucessos como No Matter What, Midnight Sun, Matted Spam, Maybe Tomorrow, como The Iveys e Day After Day, eles também se apresentaram ao lado de George Harrison no Concert For Bangladesh.

Agora, podemos concluir que Pete Ham foi um gênio do power pop. Aliás, não é todo dia que ouvimos a frase “São os Novos Beatles”, correto?

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias

Publicidade