fbpx

Kerry King revela por que não chamou Gary Holt para sua banda solo

Recentemente Kerry King lançou sua nova banda solo composta por Mark Osegueda, vocalista do Death Angel, seu companheiro de banda, o baterista, Paul Bostaph, Phil Demmel, ex-guitarrista do Vio-Lence e Machine Head, e o ex-baixista do Hellyeah, Kyle Sanders.

Mas por que, ao invés Demmel, King não chamou Holt? Simples – King não queria três quartos do Slayer em sua nova banda.

Foi isso que ele revelou em recente entrevista ao site Guitar.com, segundo o guitarrista do Slayer, ele não chamou Holt por medo de ser chamado de Slayer Lite. E considerando que King já conhecia Demmel de sua breve e insana passagem pelo Slayer, sua escolha foi a mais óbvia para o momento.

“Comecei a perceber que quanto mais peças eu tirar do Slayer, mais ele se chamará ‘Slayer Lite’. Quero dizer, é claro que vai soar como o Slayer; eu escrevi 90% do último álbum, mas se eu levar menos do Slayer comigo, haverá menos para as pessoas se apoiarem, no que diz respeito a fazer comparações preguiçosas.

“Se eu tivesse que repetir o Slayer depois de [Jeff] Hanneman [que morreu em 2013], 110 vezes em 100, eu escolheria Gary Holt. , e não quero lidar com isso.”

“Eu amo Gary. Ele é um ótimo músico. Mas eu já tinha meu único cara do Slayer que definitivamente iria manter. E Phil só tinha feito quatro shows com o Slayer, então essa comparação não estaria lá; além disso, ele impressionou o me foda quando ele veio fazer aqueles shows na Europa, apenas alguns dias depois do término da turnê do Machine Head, e ele aprendeu 18 ou 20 de nossas músicas em pouco tempo.”

Assista abaixo o making of do clipe Residue de Kerry King

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias

Publicidade