fbpx

Nuno Bettencourt recusou convite para banda de Ozzy (e se arrependeu)

Nuno Bettencourt, guitarrista renomado mundialmente e membro da banda Extreme, viveu momentos de intenso arrependimento ao recusar uma vaga para tocar na banda de Ozzy Osbourne. Ao longo de sua carreira, Nuno gravou hits icônicos como “Get The Funk Out” e “More Than Words”. Mas, antes de se tornar uma estrela do Rock, Nuno era apenas um jovem cheio de sonhos e ambições.

No início dos anos 1980, ainda adolescente, Nuno se deparou com um anúncio na revista Circus Magazine que mudaria sua vida para sempre. O anúncio dizia que Ozzy Osbourne estava procurando um guitarrista para substituir Randy Rhoads, falecido tragicamente em março de 1982.

A Circus Magazine publicou um anúncio; acho que saiu quando Randy faleceu, infelizmente, e todos nós ficamos arrasados. E acho que, naquele momento, eles estavam procurando um guitarrista. Havia um pequeno recorte, quase como um anúncio: ‘Envie sua fita aqui, Ozzy está procurando um guitarrista’“, relembrou Nuno durante uma entrevista com Rick Beato, compartilhada pela Metal Injection.

Cheio de esperança e determinação, Nuno Bettencourt emprestou um amplificador e decidiu tentar a sorte. “E eu pensei: ‘Essa é minha vaga! Eu posso fazer isso!’. Eu estava em uma casa em Hudson, Massachusetts, e o anúncio dizia, sei lá, ‘Envie Crazy Train em fita cassete para este endereço’. E eu estava disposto, cara. Liguei para meu amigo dizendo: ‘Posso pegar seu Marshall emprestado?’, e o coloquei no meu quarto (…). Também peguei emprestado um harmonizador que eu nem sabia como usar, e pensei: ‘É isso aí!’.

Toquei a música, provavelmente de forma horrível (…). Não contei a ninguém. Peguei o solo, escrevi o endereço, lambi o selo, levei a fita para o correio e pensei: ‘Ok, agora eu espero. Mas vou conseguir essa vaga’“, relembrou Nuno. Porém, suas esperanças foram esmagadas quando Brad Gillis foi anunciado como o novo guitarrista da banda de Ozzy.

Anos depois, a oportunidade bateu à sua porta novamente, mas a reação de Nuno foi inesperada. “Nunca vou esquecer isso. Ele estava de frente para mim e disse: ‘Nuno, Sharon Osbourne me ligou. Ozzy quer que você seja o guitarrista dele. O que você acha?’ E tudo que eu pude dizer foi: ‘Eles ouviram a fita?’, e ele perguntou: ‘Do que você está falando?’. Eu estava literalmente pensando na fita que enviei quando tinha 12 anos. Esse é o tamanho do trauma que tive“, relatou Nuno.

Surpreendentemente, Nuno recusou a vaga tão desejada. “Finalmente deu certo, eu recusei, porque eu estava em uma banda e estava fazendo meu trabalho. E essa foi a coisa mais estúpida que já fiz. Por quê? Porque deixei o Extreme cerca de duas semanas depois. Eu pensei: ‘Eu sou um idiota’.

Eu poderia ter saído em turnê com o Ozzy e estar no próximo álbum. Porque tocar com o Ozzy foi quase um rito de passagem, como se você fosse o escolhido. Se o Ozzy te escolheu, você era alguém. Mas, eu estava tentando esculpir meu próprio caminho e ser eu mesmo, não sei o que estava pensando“, concluiu o músico, refletindo sobre a decisão que marcou sua carreira.

Embora Nuno Bettencourt tenha seguido firme e forte em seu caminho musical com o Extreme, o sonho de tocar na banda do Madman nunca se concretizou, deixando um misto de arrependimento e aprendizado em sua trajetória.

A entrevista completa você pode assistir no link abaixo:

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio DinamicoFM

Publicidade

Pré-venda LP Noturnall – Cosmic Redemption

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias