fbpx

Qual é o álbum mais vendido da década de 1970?

Muitas vezes acontece que best-sellers e elogios da crítica não combinam. O terceiro álbum mais vendido de todos os tempos é a trilha sonora de The Bodyguard, com Whitney Houston, que dificilmente é uma obra-prima musical. Porém, quando se trata da década de 1970, época de ouro do LP, a história é diferente. Os anos 70 lançaram muitos álbuns com números de vendas espetaculares, que são, no mínimo, obras-primas decentes, se não genuínas. Há a poptástica obra-prima Rumors, do Fleetwood Mac, e o gigante do rock Led Zeppelin IV, que venderam mais de 30 milhões de cópias. Assim como Saturday Night Fever, sem dúvida a melhor trilha sonora de filme de todos os tempos, apresentando os clássicos disco dos Bee Gees.

Aqueles com sensibilidade progressiva ficarão felizes em ver o épico Bat Out of Hell de Meatloaf perto do topo da lista. E os fãs dos Eagles recebem não um, mas dois best-sellers genuínos. Hotel California é superado por sua coletânea Their Greatest Hits (1971–1975), o álbum mais vendido de todos os tempos nos Estados Unidos.

Do outro lado do ocenao, o disco de despedida de Simon e Garfunkel, Bridge Over Troubled Water, vendeu mais cópias na Grã-Bretanha durante a década de 1970 do que qualquer outro álbum. No entanto, existe um mundo fora da hegemonia da música pop EUA-Reino Unido, que tantas vezes negligenciamos quando se trata de gostos musicais.

O best-seller mundial


Em todo o mundo, em termos de vendas globais desde o lançamento do disco, The Dark Side of the Moon, do Pink Floyd, vendeu mais cópias do que qualquer outro álbum dos anos 1970. O site oficial da banda informa que até este ano, o álbum vendeu mais de 50 milhões de cópias em todo o mundo. Este número foi verificado pelos álbuns mais vendidos.

É verdade que, em muitos países, os números das vendas de álbuns baseiam-se em estimativas de dados de vendas limitados, e não nos números exatos registados pela Nielsen e outros investigadores de dados nos EUA e no Reino Unido. No entanto, as estimativas ainda se baseiam em cálculos que produzem resultados bastante precisos, cálculos nos quais também confiamos para obter números recordes históricos de vendas em todos os países, incluindo a Grã-Bretanha e os Estados Unidos.

Além disso, nenhum outro álbum da década de 1970 chegou perto de ultrapassar a marca de 50 milhões de vendas. Bat Out of Hell é o mais próximo, com cerca de 43 milhões de cópias vendidas. A compilação dos Eagles, Greatest Hits (1971–1975), vendeu relativamente pouco fora dos Estados Unidos, e as vendas britânicas representam quase metade do número total de Bridge over Troubled Water.

Apropriadamente, além de ter vendido meio milhão de cópias, The Dark Side of the Moon comemorou seu 50º aniversário no ano passado. O álbum, que inclui os singles Money e Us and Them, marcou um enorme avanço musical para o Pink Floyd, enquanto suas letras são politicamente carregadas e introspectivas em igual medida. Também marcou a primeira tentativa da banda em um álbum conceitual completo.

Talvez esta mistura de avanços musicais, uma estrutura conceitual, política focada em classe e composições criteriosas tornem-no o encapsulamento perfeito da música rock dos anos 70. De qualquer forma, 50 milhões de fãs certamente parecem pensar assim.

Este artigo foi uma reprodução do artigo What is the best-selling album from the 1970s? da Farout magazine.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias

Publicidade