fbpx

Guns N’ Roses recusou oferta milionária por direitos de “Sweet Child O’ Mine” diz McKagan

Quando o álbum Appetite for Destruction do Guns N’ Roses foi lançado, marcou um momento crucial na história da banda e do rock mundial. O sucesso estrondoso do álbum estabeleceu o grupo como uma força dominante na cena musical da década de 1980, com músicas icônicas como Sweet Child O’ Mine levando-os ao estrelato. No entanto, o que muitos não sabem é que a banda enfrentou uma decisão monumental que poderia ter alterado completamente seu destino.

Em uma entrevista recente para o podcast Broken Record, o baixista Duff McKagan revelou detalhes sobre uma oferta que receberam pelo direito de publicação de Sweet Child O’ Mine. Surpreendentemente, a banda recusou uma oferta de 10.000 dólares na época, apesar de suas dificuldades financeiras.

McKagan compartilhou suas memórias da oferta: “Nos ofereceram 10.000 dólares pelos direitos de ‘Sweet Child O’ Mine’. Naquele momento, estávamos enfrentando dificuldades financeiras, mal conseguíamos nos sustentar. Parecia uma fortuna para nós na época.” A oferta, embora generosa para os padrões da época, foi recusada pela banda, que reconheceu o potencial duradouro da música.

A decisão de recusar a oferta se revelou acertada, pois Sweet Child O’ Mine se tornou um dos maiores sucessos da banda e um hino do rock que ecoa até os dias de hoje. A recusa também demonstra a visão e confiança que o Guns N’ Roses tinha em seu próprio talento e potencial.

Além disso, McKagan compartilhou uma experiência em que o vocalista e guitarrista do Kiss, Paul Stanley, expressou interesse em produzir o álbum da banda. Apesar da admiração pela lenda do rock, o Guns N’ Roses optou por seguir seu próprio caminho, reconhecendo as diferenças criativas que poderiam surgir.

Essa decisão não apenas moldou o curso da carreira do Guns N’ Roses, mas também ressoou na história do rock como um exemplo de confiança artística e visão de longo prazo. A recusa de uma oferta aparentemente generosa por “Sweet Child O’ Mine” destacou a determinação da banda em controlar seu próprio destino e criar um legado duradouro na indústria da música.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias

Publicidade