fbpx

Jurema Juice entrega o mais puro stoner em “Barbara Blues”

O Jurema Juice, banda de Maceió, é uma das que vem emergindo aos poucos, mas demonstrando a sua potência, mostrando que stoner rock é sim coisa de brasileiro.

Após o lançamento de Under My Shoes, Shield Me e California (My Girl), o grupo chega às plataformas de streaming com Barbara Blues.

O grupo consegue reunir na faixa todas suas influências que vão desde Jimi Hendrix, passando por Mopho, Necro e Led Zeppelin. Sim, o grupo é uma extensão monstruosamente rica sonoramente de todos os nossos Deuses da música.

Ouvindo pela primeira vez você acaba tendo a impressão de que “Barbara” pisa no coração, humilha, o que não é verdade. Liricamente, Barbara Blues fala sobre passar por problemas juntos.

Primeiro lançamento do grupo em português – e diga-se de passagem, como esperei por esse lançamento – e que demonstra que é em Maceió que o stoner não brilha. Ele explode como a fúria de um vulcão em erupção.

Jurema Juice vai longe.

“‘Barbara…’ é sobre o fortalecimento do amor. Fala sobre o fato dele vencer todas as barreiras, bloqueios, espinhos, obstáculos”, afirma o baixista Pablo Malheiros, autor da música

JUREMA JUICE

Formada em 2020, o grupo acumula apresentações em importantes espaços culturais de Alagoas. Assim, o Jurema Juice é marcante com performances expressivas, conta com André Gonçalves, Davi Savicki, Pablo Malheiros e Ana Caroline Vilela.

Aliás, o nome da banda faz referência à jurema-preta, árvore presente na Caatinga cuja raiz possui efeitos alucinógenos. Assim, se juntá-la com cachaça, torna-se o vinho de jurema, utilizado em rituais sagrados da cultura afro-indígena.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias

Publicidade