fbpx

Ringo Starr diz que os Beatles teriam feito muito menos discos se não fosse pelo “workaholic” Paul McCartney

Em entrevista ao jornalista Dan Rather para o AXS TV, Ringo Starr revelou que os Beatles não teriam feito tantos discos se não fosse pelo “workaholic” Paul McCartney.

“Não, não, não nos dávamos bem. Éramos quatro rapazes, tivemos um despertar. Isso nunca atrapalhou a música, por pior que fosse a briga. Terminada a contagem, todos demos o nosso melhor. E isso foi um pouco mais tarde também, o que acho que foi uma coisa natural, sabe”, explicou Starr.

Ele continuou: “De repente, temos vidas e filhos e você sabe, o esforço que colocamos porque trabalhamos muito estava começando a empalidecer um pouco e sempre agradecemos a Paul até hoje.

“Por causa do Paul, que era o workaholic da nossa banda, fizemos muito mais discos do que John e eu teríamos feito. Gostávamos de sentar um pouco mais e então Paul dizia ‘Tudo bem, rapazes’, e entrávamos.”

O lendário baterista também falou sobre como eles conseguiram ser humildes ao longo dos anos e também como conheceram Elvis.
“Acho que tudo faz parte de onde viemos. Eu sempre dou crédito ao fato de que éramos quatro da mesma cidade e olhávamos um para o outro, você sabe, um de nós estaria pirando ou sendo um figurão e três outras pessoas diriam ‘Com licença’ e isso nos ajudou”, disse ele a Rather.

Ele continuou: “Você sabe que é interessante porque quando conhecemos Elvis, eu realmente pensei ‘Que triste que ele esteja sozinho’. Ele tinha todas aquelas pessoas por perto, mas estava sozinho. Tive três grandes amigos.”

Confira abaixo a entrevista de Ringo Starr para o jornalista Dan Rather da AXS TV

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias

Publicidade