fbpx

A música favorita de Freddie Mercury de Prince: “um gigante”

Nos bastidores do mundo da música, onde a competição é intensa e a rivalidade frequentemente surge, histórias de camaradagem verdadeira são raras e preciosas. Este é o caso de Freddie Mercury e Prince, dois gigantes dos anos 80 que, ao invés de se verem como adversários, cultivaram uma admiração mútua e profunda. Vamos explorar como essa amizade musical influenciou suas carreiras e vidas pessoais.

No auge de suas carreiras, Freddie Mercury e Prince dominaram a cena musical com estilos únicos e inovadores. Apesar das possíveis tensões de uma indústria competitiva, os dois artistas encontraram inspiração um no outro.

Ambos os músicos estavam comprometidos em elevar a música a novos patamares. Suas produções, tanto em estúdio quanto ao vivo, eram grandiosas e envolventes, levando o público a experiências inesquecíveis.

Peter Freestone, assistente de longa data de Freddie, descreve como Mercury se tornou um ávido fã de Prince. Ele passava horas assistindo aos vídeos do artista, encantado com suas performances.

Em casa, Freddie organizava sessões de vídeo onde ele e sua comitiva assistiam incansavelmente aos shows de Prince. Isso se tornou um ritual que demonstrava sua profunda admiração pelo talento do músico americano.

Prince mencionou Brian May, guitarrista do Queen, como uma de suas influências. Isso reforça o laço musical entre as duas lendas, mostrando como suas trajetórias se entrelaçaram de maneiras inesperadas.

Uma das músicas favoritas de Mercury era Little Red Corvette de Prince. Este hit de 1982 capturou a imaginação de Freddie, refletindo a complexidade e a profundidade que ambos os artistas buscavam em suas músicas.

Após a morte de Freddie em 1991, sua banda compilou uma lista de suas músicas favoritas, que incluía grandes sucessos de diversas épocas. Kashmir do Led Zepellin, I Get Around dos Beach Boys, Relax de Frankie Goes To Hollywood ou Woman In Love de Barbra Streisand além, é claro, da já citada música de Prince.

Acho que Freddie admirava Prince porque ele era muito parecido com quando Freddie era jovem”, escreveu Freestone, conforme transcrição da Far Out Magazine, com Mercury sendo 12 anos mais velho que Prince. Ele os descreveu como sendo “extremamente enérgicos e com aquele carisma que transforma uma forma diminuta em gigante”.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio DinamicoFM

Publicidade

Pré-venda LP Noturnall – Cosmic Redemption

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias