fbpx

O álbum punk favorito de Joey Ramone

Como o vocalista dos Ramones, Joey Ramone é uma das figuras definidoras da cena punk de Nova Iorque. Vestido com jaquetas de motoqueiro, jeans e cabelos longos e escuros, os Ramones incorporaram o espírito do punk de muitas maneiras. Embora o frontman admitisse que não era o letrista mais talentoso, ele compensava isso com energia e imagem.

Surgindo de Forest Hills, Queens, em 1974, os Ramones logo se tornaram sinônimo do refúgio punk do CBGB. O clube do East Village era um catalisador da explosão punk em Nova Iorque, sendo a casa de artistas como Talking Heads, Blondie e Television, entre inúmeras outras bandas contemporâneas.

Curiosamente, muitas vezes os Ramones receberam críticas negativas dentro dos círculos punk, sendo menosprezados por sua aparente falta de originalidade, preferindo faixas punk mais palatáveis em vez de algumas das atuações mais abrasivas da cena de Nova York. No entanto, a banda foi uma força pioneira nos primeiros dias do gênero, isso é fato.

Uma das figuras principais dessa dissidência anti-Ramones é o ex-vocalista dos Sex Pistols, Johnny Rotten. Fruto da mente de Malcolm McLaren, os Sex Pistols se formaram entre os funcionários e clientes da ‘Sex’, uma loja de roupas dirigida por McLaren e Vivienne Westwood. Rotten cita os Ramones como uma das razões pelas quais a cena punk se degenrou em um senso de moda vazio, dizendo sem papas na língua: “Mas eu não gostei do que se transformou, com toda essa bobagem de jaqueta de couro uniformizada. Eu culpo os Ramones!”

Crédito foto Johnny Rotten: RAY SJoey Ramone (Foto: Pat Blashill / Facebook de Joey Ramone) / John Lydon (Foto: Flickr de Ed Vill).TEVENSON

No momento em que os Sex Pistols lançaram seu single de estreia Anarchy in the UK, os Ramones já haviam se estabelecido como líderes da geração punk, lançando seu álbum de estreia homônimo em abril de 1976. O surgimento de seus pares do outro lado do atlântico pareceu irritar os Ramones. Durante a gravação de Rocket to Russia no Media Sound Studios em Manhattan, Johnny Ramone mostrou uma cópia de God Save the Queen, exclamando: “Esses caras nos copiaram, e eu quero soar melhor que isso”.

Famosamente, Johnny e Joey nunca se deram muito bem. Seus conflitos sobre música, relacionamentos e aparentemente qualquer coisa que envolvesse os dois fizeram com que eles não se falassem por anos. Mesmo com suas discordâncias Joey Ramones, em uma entrevista de 1990 à Entertainment Weekly, revelou seus álbuns favoritos de todos os tempos, uma lista que incluía o único álbum de estúdio dos Sex Pistols, Nevermind the Bollocks.

Embora ele não tenha se aprofundado em sua apreciação pelo álbum, Nevermind the Bollocks mudou completamente o jogo do punk. Assim como os Ramones, os Sex Pistols são frequentemente criticados por sua qualidade fabricada, mas permaneceram incrivelmente influentes nos primeiros anos do gênero.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias

Publicidade