fbpx

Charly García e o acidente que inspirou “Canción para mi Muerte”

Charly García é um artista indescritível, cuja forma única de compor o consagrou como uma lenda do rock argentino. Ao longo de sua carreira, ele presenteou o público com algumas das canções mais belas e sensíveis do gênero, sempre com instrumentação elaborada e letras evocativas. Uma de suas primeiras grandes obras foi “Canción para mi muerte”, cuja gênese reflete perfeitamente o espírito de García.

Incluída em “Vida”, o primeiro álbum da banda Sui Generis, lançado em 1972, “Canción para mi muerte” nasceu em um momento turbulento na vida do artista. Naquela época, García estava cumprindo o serviço militar obrigatório, conhecido popularmente na Argentina como “colimba”. Ele ansiava por abandonar o serviço militar para se dedicar exclusivamente à música.

Em uma entrevista para o especial National Geographic Bios, Charly García revelou detalhes surpreendentes sobre a origem da canção. Segundo ele, durante uma tarde no hospital militar, sua mãe lhe trouxe uma garrafa de anfetaminas. Desesperado para sair do hospital e voltar para casa, ele ingeriu todas as pílulas, o que resultou em uma overdose que quase o matou.

Durante essa experiência traumática, Charly foi tratado por médicos locais enquanto passava por algo que descreveu como “semelhante à morte”. Nesse estado alterado de consciência, ele encontrou inspiração. “Havia um pedaço de papel e um lápis, e em dez minutos eu tinha feito isso“, confessou o músico. A música “Canción para mi muerte” nasceu dessa experiência intensa e pessoal.

Charly também compartilhou que a música foi sua salvação naquele momento crítico. “Eu não conseguia dormir porque estava muito abafado. A música me salvou“, declarou o artista, enfatizando o poder transformador e curativo da arte em sua vida.

Charly García continua a ser uma figura central no cenário musical argentino e internacional. Sua habilidade de transformar experiências pessoais em arte universalmente apreciada é uma marca registrada de seu trabalho. “Canción para mi muerte” não é apenas uma canção sobre a morte; é uma reflexão profunda sobre a vida, os desafios e a resiliência humana.

O álbum “Vida” de Sui Generis, onde a canção foi lançada, é considerado um marco na música argentina, e “Canción para mi muerte” permanece uma das faixas mais icônicas e emocionantes do repertório de García. A história por trás da música adiciona uma camada de profundidade e autenticidade que ressoa com os fãs ao redor do mundo.

Charly García, com sua trajetória repleta de altos e baixos, continua a inspirar novas gerações de músicos e amantes da música. Sua capacidade de canalizar dor e sofrimento em belas composições é um testemunho de sua genialidade e sensibilidade artística.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio DinamicoFM

Publicidade

Pré-venda LP Noturnall – Cosmic Redemption

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias