fbpx

Diana Ross completa 80 anos. Confira 5 música para conhece-la

Diana Ross é um dos nomes que podemos dizer que é o sinônimo de Brilhantismo.

A ex-Supreme (ou eterna) chega na marca dos 80 anos em uma vida regada de conquistas e sucessos que até hoje emplacam, seja pela letra, por sua interpretação ou a sonoridade extremamente rica.

Seja ao lado das The Supremes ou em sua carreira solo, acabou tendo uma trajetória onde gerou sete American Music Awards; um Cable Ace Awards, 14 indicações ao Grammy, vencendo apenas dois. Além desses, um Golden Globe Awards um Tony Awards, Cue Magazine, recebendo também a alcunha de Artista Feminina do Século em 1976 pela Billboard.

Confira cinco de suas principais, seja com as Supremes ou não:

Ain’t No Mountain Hight Enough (1970)

Original de Marvin Gaye e Tammi Terrell, Diana deu seu ar ao estilo gospel, com sopros, entrando em uma via totalmente diferente do duo três anos antes. Se tornou o último single de Diana a ser lançado pela Motown.

Baby Love (1964)

Talvez a mais conhecida do trio, Baby Love liderou as paradas de singles pop da Billboard, tornando The Supremes a primeira banda da Motown a conquistar mais de um single número um nos EUA.

Entretanto, um clássico: seja nas rádios quantos em filmes de comédia romântica.

Touch Me In The Morning (1973)

Escrita por Ron Miller e Michael Masser, tornou-se o segundo single de Diana em primeiro lugar nas paradas.

De acordo com Masser, em um documentário em vídeo sobre Ross, ela “sempre tentou se esforçar para acertar os vocais para essa música em particular”, chamando-a de uma “experiência desgastante” que resultou em vários colapsos emocionais.

Deste modo, devido ao desgaste, merece um lugar na lista.

Theme From Mahogany (Do You Know Where You’re Going To) (1975)

Lançada como tema do filme Mahogany, de 1975, foi o primeiro single para promover o álbum. Ademais, acabou sendo indicado ao Oscar de Melhor Canção Original em 1976. Logo, se tornou um hit na Billboard Hot 100 nos EUA.

Stop! In The Name Of Love (1965)

Mais um carro chefe da The Supremes, e escrita pelo trio poderosos Holland-Dozier-Holland, ocupou as paradas de singles pop da Billboard de 27 de março de 1965 a 3 de abril de 1965.

Aliás, Stop! In The Name Of Love está na 38ª posição na lista das 100 melhores músicas de grupos femininos de todos os tempos.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias

Publicidade