fbpx

Eddie Van Halen sobre seu álbum favorito dos Beatles: riffs monstruosos

O significado dos Beatles é imensurável para gerações que não testemunharam seu auge. De Pink Floyd a Eddie Van Halen, sua influência transcendeu fronteiras temporais, moldando a cultura musical até os dias de hoje.

Os Fab Four revolucionaram o rock ‘n’ roll, expandindo seus horizontes além do convencional. Artistas contemporâneos como Billie Eilish ecoam a inovação introduzida pelos Beatles, destacando sua influência duradoura.

A partir de “Rubber Soul” em 1965, os Beatles abandonaram as convenções do rock puro, mergulhando no experimentalismo. Sua jornada desafiou tradições e simbolizou o espírito inovador da época.

Eddie Van Halen, influenciado pelos Beatles desde sua juventude na Califórnia, encontrou na banda britânica uma fonte de inspiração. Sua jornada musical foi moldada pela revolução sonora dos Beatles, levando-o a novos horizontes.

Embora o som do Van Halen tenha sido único, o espírito dos Beatles permeou seus esforços. Eddie e seu irmão Alex, inspirados pelos Fab Four, formaram seu próprio grupo e deixaram sua marca na história do rock.

Van Halen, em particular, destacou “Abbey Road” como um álbum favorito, elogiando a complexidade musical e os “riffs monstruosos” que caracterizam a obra dos Beatles.

Conforme publicado pela Far Out Magazine, certa vez, em entrevista para a Lava Magazine, ele comentou: “Todo esse álbum [ Abbey Road ] leva você para um passeio. E ‘I Want You (She’s So Heavy)’ leva você para um passeio dentro desse passeio. Esses riffs monstruosos parecem durar para sempre e, de repente, jogam você de um penhasco. Os vocais de Lennon são tão apaixonados. Ele odiava sua voz, assim como Hendrix odiava a dele. Acho que o fato de não serem cantores típicos os tornou ainda mais expressivos. Muitos cantores treinados têm menos impacto do que alguém que está voando sem controle.”

Para aqueles que queriam saber como os Beatles teriam soado através do prisma do Van Halen, ele era conhecido por fazer covers deles de vez em quando. A versão de ‘Drive My Car’ da banda Van Halen é, sem dúvida, uma versão muito melhor do que seu cover de outro sucesso da Invasão Britânica, ‘You Really Got Me’ dos The Kinks.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias

Publicidade