fbpx

Essa é a razão que Mick Jagger acredita que Stones é melhor que Beatles

Mick Jagger, o icônico vocalista dos Rolling Stones, destacou um ponto em que ele acredita que sua banda supera o lendário grupo de Liverpool. Em uma entrevista à revista Rolling Stone em 1995, Jagger falou que, embora os Beatles tenham sido uma banda fenomenal em termos de composição e inovação em estúdio, eles não se destacaram como uma grande banda ao vivo.

Jagger reconheceu que os Beatles podem ter sido excepcionais durante seus dias no Cavern Club, onde sua energia era contagiante. No entanto, ele acredita que no contexto moderno de apresentações ao vivo, os Beatles não alcançaram o mesmo nível de excelência. Ele ressalta ainda que a habilidade de entregar performances ao vivo energéticas é mantida pela constância em se apresentar, algo que os Rolling Stones têm feito em turnês quase ininterruptas por décadas.

Apesar da crítica, o vocalista do The Rolling Stones faz questão de enfatizar que isso não diminui em nada a incrível reputação e o legado dos Beatles. Ele admitiu que “eles eram os Beatles”, reconhecendo o impacto e a contribuição que o fab four tiveram na música.

Vale ressalta que os The Beatles tinham muitos desafios técnicos na época, como sistemas de som inadequados em estádios, que muitas vezes impediam que a audiência ouvisse adequadamente. Coisa que os The Rolling Stones não sofreram por ser uma banda tão longeva. Além disso, a evolução do grupo para direções experimentais em seus álbuns tornava difícil replicar certas canções complexas em um ambiente ao vivo. Vide os anos de lançamentos de álbuns e a falta de turnê para divulgá-los.

Essa é a crença de Mick Jagger pois sabe que pelo tempo de carreira e por suas apresentações energéticas e intensas chama atenção até os dias e hoje.

É claro que o vocalista do The Rolling Stones não menosprezou os Beatles e muito menos quis tira vantagem, apenas apresentou um ponto coerente sobre as diferenças entre essas duas lendas do rock.

Assista abaixo os The Beatles ao vivo em 1964 na Austrália e tire suas próprias conclusões

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *