fbpx

Paul McCartney explica como ‘Sgt Pepper’ mudou a composição dos Beatles

A evolução dos Beatles teve um marco significativo com o lançamento de Sgt Pepper’s Lonely Hearts Club Band. O espírito e o estilo da banda mudaram radicalmente, e os Fab Four mergulharam em uma nova era de experimentação.

Alguns atribuem essa mudança ao uso de drogas, que teria despertado o interesse do grupo por sons estranhos e novos. Outros apontam para a crescente tensão entre os integrantes, especialmente entre John Lennon e Paul McCartney, que foram se distanciando como uma dupla afinada de rock and roll. Há quem diga que foi simplesmente uma questão de época. Os Beatles eram a banda que inspirava milhares de imitadores, então eles precisavam se reinventar para se manter na vanguarda.

Mas, segundo McCartney, a grande diferença no álbum de 1967 foi a forma de compor. Foi um período de renovação artística para todo o grupo, que o compositor chamou de “um sonho”.

Embora Sgt Pepper e a fase seguinte, da viagem psicodélica dos Beatles pelo mundo nebuloso e bizarro do LSD, tenham sido claramente um momento de experimentação para a banda, eles sempre tiveram interesse em tentar coisas novas. “Eu faço qualquer coisa”, disse McCartney sobre sua abordagem dos instrumentos. “A questão com o baixo em muitas dessas músicas era que eu tentava qualquer coisa uma vez”, continuou ele, acrescentando: “Eu brincava com qualquer efeito experimental, só para ver como ficava”.

Como músicos apaixonados e incansáveis, eles estavam sempre dispostos a experimentar novas coisas. Até o final dos anos 1960, foi exatamente isso que resultou em seu som variado em seus álbuns e até mesmo de faixa para faixa. “Nós éramos muito interessados – diferente das pessoas de hoje – nós éramos interessados em que cada faixa soasse diferente”, McCartney explicou. “Nós pensávamos em singles, entende?”

Embed from Getty Images

“As pessoas de hoje pensam em álbuns, na verdade, elas pensam em CDs [falando em 1994]. Nós pensávamos em singles, então quando John e eu escrevíamos, nós estávamos sempre escrevendo singles. Então nossos álbuns, até Sgt. Pepper ou algo assim, eram álbuns de singles”, ele disse, traçando uma linha divisória nesse lançamento de 1967.

Diferente de outros artistas da época que estavam tentando capturar e marcar um som específico como seu, os Beatles estavam procurando fazer exatamente o oposto. “Bem, nós nunca estávamos tentando manter o som dos Beatles. Nós estávamos sempre tentando avançar”, McCartney disse.

Mas isso tudo mudou em Sgt Pepper. À medida que a primeira faixa passa sem interrupção para a próxima, a banda pareceu abandonar esse processo anterior de fazer faixas individuais ou isoladas para se concentrar no quadro geral. Ainda há diferenças notáveis entre as músicas, mas todo o álbum se mantém dentro do mesmo gênero ou pelo menos da mesma vibe, adicionando em cada faixa detalhes psicodélicos, sons de guitarra mais pesados e teatralidade em todas as letras.

Depois de se aposentar das turnês, tudo sobre este álbum foi diferente para a banda. Sem prazo para terminar, sem pressão para descobrir uma forma de traduzi-lo para apresentações ao vivo e sem limite para onde poderiam levar seu som, eles puderam descartar completamente seu antigo processo por um novo. “Ia ser um disco… [com canções que] não poderiam ser tocadas ao vivo: elas foram feitas para serem produções de estúdio e essa foi a diferença”, disse o produtor George Martin sobre o disco. McCartney concordou com isso, declarando: “Agora nossa performance é esse disco”. O foco era no disco, não nas músicas individuais.

Com um escopo mais amplo e mais liberdade, eles pareceram descartar também a mentalidade de singles, não se preocupando mais com quais faixas seriam sucessos ou músicas principais para serem divulgadas e lançadas em um vinil de 7 polegadas. Em vez disso, Sgt Pepper’s Lonely Hearts Club Band mudou sua composição para uma coisa mais ampla, considerando os álbuns como grandes imagens para pintar juntos.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias

Publicidade