fbpx

Filme raro dinamarquês é a próxima exibição do Cine Café, no Sesc Sorocaba

Ao longo do mês de abril, o Sesc Sorocaba, por meio do projeto Cinecafé, apresenta a mostra gratuita “Nostalgia Cinematográfica – Uma Experiência em 16mm”, uma celebração ao cinema analógico e oferece aos espectadores a oportunidade de vivenciar a magia do cinema de película com exibições de cópias do acervo da produtora Cine 16. Nesta terça-feira (23), às 19h, entra em cartaz o drama dinamarquês “O Refúgio de Emma”, de 1988.

“O Refúgio de Emma”, dirigido por Søren Kragh-Jacobsen, é um filme raro. Ambientado em 1932, este drama emocionante mergulha nas complexidades familiares e nas lutas internas de uma criança da alta sociedade em busca de compreensão e afeto.

Depois de encenar seu próprio sequestro, ela se liga a um simples ex-presidiário e trabalhador de esgoto que é basicamente visto como um pária social entre seus colegas de trabalho e vizinhos. A terna amizade que se segue entre os dois opostos é extremamente comovente.

Com uma narrativa cativante e performances poderosas, “O Refúgio de Emma” oferece uma reflexão densa sobre laços familiares e as profundezas do amor e da solidão. Este filme continua a tocar os corações dos espectadores com sua história atemporal e emotiva.

Kragh-Jacobsen, um dos mais respeitados diretores dinamarqueses, foi um dos integrantes, ao lado de Lars Von Trier e Thomas Vinterberg, do movimento Dogma 95, que nasceu com a proposta restringir o uso de tecnologias ou técnicas artificiais na produção de filmes.

Após a sessão, haverá um bate-papo sobre o filme com a antropóloga e crítica de cinema Isabel Wittmann.

FILME 16MM

Em 2024, o formato de filme 16mm completa 101 anos. Lançado pela Kodak em janeiro de 1923 como uma alternativa mais acessível ao 35mm, o 16mm tornou-se revolucionário nas décadas seguintes devido à sua portabilidade e baixo custo, permitindo a exibição de filmes em espaços alternativos e democratizando o acesso aos equipamentos cinematográficos.

CINEPIANO TONY BERCHMANS

Tony Berchmans oferece uma experiência audiovisual única ao improvisar trilhas sonoras ao vivo para os filmes exibidos. Sua técnica representa uma nova forma de apreciar obras cinematográficas antigas.

SERVIÇO – MOSTRA “NOSTALGIA CINEMATOGRÁFICA – UMA EXPERIÊNCIA EM 16MM”
Data: 02 a 30 de abril de 2024
Local: Teatro do SESC Sorocaba/SP
Endereço: Rua Barão de Piratininga 555
Entrada franca – convites começam ser distribuídos com uma hora de antecedência

Próxima exibição

30 (terça-feira), 19h | 12 anos
Mãe (Mat, URSS, 1926)
Direção de Vsevolod Pudovkin, com Vera Baranovskaya, Nikolai Batalov
Trilha sonora executada ao vivo por CINEPIANO TONY BERCHMANS

Sinopse: obra-prima do cinema silencioso russo. Baseado no romance de Maxim Gorky, o filme segue a jornada emocional de uma mãe trabalhadora durante as revoltas de 1905. Confrontada com a brutalidade do regime czarista, testemunhamos sua transformação em uma figura poderosa da revolução. Com imagens intensas e uma narrativa emocionante, “A Mãe” ajudou a moldar a linguagem cinematográfica e a elevar o cinema a uma forma de arte respeitada e influente.

O pianista Tony Berchmans irá executar ao vivo sua própria trilha sonora para o filme, em perfeito sincronismo com a diferentes emoções ao longo da narrativa cinematográfica.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias

Publicidade