fbpx

Rough Trade abrirá a maior loja do Reino Unido em Liverpool

Sabe aquele ditado que diz “cada um sabe onde o sapato aperta”? Pois é. Pra quem diz que a mídia física acabou, que não existem mais discos, a matéria abaixo vai na contramão disso tudo.

A Rough Trade, loja de discos do Reino Unido, que também é uma gravadora independente, acaba de anunciar que está abrindo a sua SEXTA loja por lá. A nova unidade será em Liverpool e será a maior até agora. A empresa já tem filiais em Bristol, Nottingham e três lojas em Londres,

A data de abertura ainda não foi divulgada, mas sabe-se que ela estará localizada na 50-56 Hanover Street, bem no centro da cidade e terá 603,87m², tornando-se a maior loja do Reino Unido até o momento.

Créditos: Sam Mellish

Créditos: Sam Mellish

Além da ampla escolha de discos, a nova filial de Liverpool também incluirá um bar e café, criado em parceria com Signature Brew e Dark Arts.

Estamos entusiasmados em aumentar a nossa presença no Reino Unido com uma loja em Liverpool. A cidade tem uma herança musical tão rica, bem como uma cena vibrante que esperamos honrar e representar da melhor maneira que pudermos disse Lawrence Montgomery, diretor administrativo da Rough Trade.


Além de lançar a nova loja em Liverpool, a Rough Trade também manifestou interesse em expandir a empresa internacionalmente. Isto fará com que abra filiais em vários locais da Europa posteriormente e terá início com uma loja principal em Berlim, com lançamento previsto para o final de 2024.

Sobra a Rough Trade

A Rough Trade Records é uma lendária gravadora independente e uma referência e inspiração para muitos na área. A Rough Trade esteve no epicentro da explosão punk logo no início e desde então lançou um catálogo que quase define o próprio gênero da música independente.

Lançamentos seminais ocupam o catálogo anterior, desde os primeiros clássicos do punk até lançamentos que definiram a era de The Smiths e The Strokes.

Ao longo dos anos, a Rough Trade Records lançou um diversos lançamentos de qualidade de alguns dos músicos mais talentosos e únicos da nossa geração.

Dentro de um ano, a Rough Trade Shop tornou-se um centro para a florescente cultura DIY (Do It Yourself) e punk e foi o ponto de contato para uma série de grupos e gravadoras.

Créditos: Rough Trade

Lançamentos de The Fall, Scritti Politti, Robert Wyatt, Aztec Camera, Augustus Pablo, pioneiros da música eletrônica como Cabaret Voltaire, bem como The Raincoats, Swell Maps, Go Betweens e The Smiths, entre muitos outros se seguiram.

Na verdade, nos últimos 47 anos a Rough Trade Records se tornou sinônimo de música independente de alta qualidade, imaginativa, musicalmente diversa e inovadora.

Lançamentos seminais de The Strokes, The Libertines, Sufjan Stevens, Antony & The Johnsons, The Hold Steady, Arcade Fire, The Decemberists e British Sea Power, para citar apenas alguns, seguiram-se rapidamente.

Crédito: Rough Trade

Ainda sediada na área de Ladbroke Grove, no oeste de Londres, onde tudo começou, a Rough Trade Records agora tem escritórios em Londres e Nova York e Geoff e Jeannette continuam a trabalhar para ajudar a música que amam a obter a exposição que acham que merece e para facilitar o crescimento dos artistas.

Com lançamentos de Alabama Shakes, Anohni, Warpaint, Goat Girl, Josienne Clarke e Ben Walker, Sleaford Mods, Parquet Courts, Emiliana Torrini e Dean Blunt lançados agora ou no horizonte próximo, o futuro continua a parecer emocionante e a impulsionar limites musicais na Rough Trade

Crédito da imagem destacada: Sam Mellish

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media


Assine nossa newsletter!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Últimas notícias

Publicidade