fbpx

Accept ao vivo em Santo André, Santo Rock Bar – 19/Maio/24

O Santo Rock Bar se tornou uma alternativa importante para apresentações de artistas de rock e de heavy metal nacional e internacional. Muitas bandas ao se apresentarem na capital de São Paulo, tem a casa como opção para acrescentar um show no ABC Paulista, localizada bem pertinho do centro da cidade de Santo André.

No mês de maio, Santo André assistiu o último show da tour Sul-Americana do Accept promovendo “Humanoid”, 17º álbum de estúdio dos caras lançado no mês de abril. A banda alemã iniciou a tour pelo continente no Carioca Club em São Paulo, no feriado de 1º de Maio, depois tocou em Belo Horizonte, Brasília, partiu para outros países da América do Sul, tocou no México, retornou para mais uma noite no Carioca Club em 18 de Maio e finalmente encerrou a visita com chave de ouro em uma noite sold out no Santo Rock Bar em 19 de Maio de 2024.

O bar abriu as portas pouco antes das 18 horas e com pouco tempo de espera subiu ao palco a banda de abertura da noite, o Skalyface. Formada em 2020 em Guarulhos, está se tornando especialista em abrir shows internacionais em São Paulo. O quinteto apresentou músicas autorais do seu EP Dark Angel lançado em 2022, além de um cover de “The Evil That Men Do” do Iron Maiden, contando com a participação do experiente vocalista Raphael Dantas.

Pontualmente as 20 horas as luzes se apagam e a casa abarrotada pode ver os membros da atual formação do Accept subir ao palco. O vocalista Mark Tornillo que faz parte do retorno da banda em 2009 é o braço direito do líder guitarrista e único membro da formação original, Wolf Hoffmann, além da grande surpresa que é a presença do guitarrista Joel Hoekstra, substituindo Philip Shouse. Joel tem experiência de mais de 20 anos gravando e excursionando com a Trans-Siberian Orchestra, Night Ranger, Cher e recentemente chamou atenção ao acompanhar David Coverdale em discos e shows do Whitesnake. Completam a formação o guitarrista Uwe Lulis, Martin Motnik no baixo e o baterista Christopher Williams.

Accept ao vivo em Santo André – Crédito: Airton Tonon

O set list foi recheado de clássicos com a inclusão de algumas músicas novas. A abertura do show foi com duas pedradas do disco novo, “The Reckoning” e logo em seguida “Humanoid”, as duas com ótimos riffs, refrões que grudam na cabeça e os típicos backing vocals de Wolf e companhia.

“Restless and Wild” é a faixa título disco do Accept que me apresentou para a banda quando foi lançado no Brasil ainda dos anos 80. O público estava se divertindo com as músicas novas, mas a empolgação normalmente é maior quando são tocados clássicos. Em seguida, “Midnight Mover”, música do álbum “Metal Heart” de 1985 que me fez recordar do clip muito legal da era anterior à MTV no Brasil veiculado nos canais de TV aberta com Udo Dirkchneider nos vocais.

Em uma rápida pausa para conversar com o público, Mark Tornillo explica que é a última noite da bem-sucedida tour e acompanhados de palmas do público, com bateria e marcação do baixo tocam “London Leatherboys” do álbum “Balls to the Wall” de 1983. “Straight Up Jack” também do último disco tem uma levada mais rock ‘n roll e é uma ótima inclusão no set list, seguidas de “Dying Breed” do disco “Blind Rage” com grande participação do público no refrão regido pelos músicos além de “Zombie Apocalypse” do disco “Too Mean to Die” de 2021.

Calor infernal na casa lotada, comandados por Wolf Hoffmann o Accept apresenta várias músicas dos anos 80 em um medley que termina com “Flash Rocking Man”, e logo em seguida tocam a rápida “Breaker”, faixa título do 3º disco da banda.

A balada “Ravages of Time” do novo disco e “Shadow Soldiers” do ótimo “Stalingrad” de 2011 servem como um descanso para o público, cadenciando a apresentação seguidas por “Princess of the Dawn” e “Metal Heart”, músicas presentes em todos os shows do Accept.

“Teutonic Terror” é uma das faixas obrigatórias nos shows da era Mark Tornillo, e foi acompanhada com entusiasmo pelos fãs, seguida de “Pandemic”, ambas do disco “Blood of The Nations”, que me fizeram lembrar da apresentação da banda no Festival Monsters of Rock em 2015, no estacionamento do Anhembi.

Com a introdução da antiga canção folclórica “Ein Heller und ein Batzen”, todos já sabiam que a festa estava próxima do fim, e com a rápida “Fast as a Shark” a banda retorna para os anos 80, encerrando a excelente apresentação sem sair do palco com “Balls to the Wall” e “I’m a Rebel”, com o mosh do público em festa.

Entre os pontos altos da noite, a qualidade da banda, o repertório e o entrosamento com o convidado de luxo Joel Hoekstra, com muito carisma e solos de guitarra durante todo o show. Se ficará em definitivo só o tempo dirá.

Como pontos negativos, a falha no ar condicionado do bar durante toda a apresentação do Accept e um problema de falta de luz no palco em uma das músicas da banda mas que foi rapidamente corrigida.

Que venham mais show como esse para Santo André no Santo Rock Bar.

Assista abaixo London Leatherboys e Straight Up Jack do Accept ao vivo em Santo André

Abaixo mais fotos do show do Accept em Santo André

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *